Amplificador Hi-fi: qual é o melhor em 2022?

Apesar do facto de a qualidade áudio se ter deteriorado um pouco recentemente, pelo menos nas mãos das massas, pode ser visto que há uma nítida subida nas pessoas à procura de som de alta fidelidade. Esta é uma notícia muito boa para todos os audiófilos entre nós, uma vez que muitas marcas atendem a todas estas necessidades.Os auscultadores Bluetooth ficaram presos, algumas pessoas ouvem música aconteça o que acontecer, e alguns telemóveis já não têm uma entrada jack. Em vez disso, o mercado está em expansão e existe uma gama bastante vasta de produtos que supostamente oferecem um grande som. Desta vez estamos a dar uma olhada mais atenta a alguns aparelhos fantásticos: amplificadores de alta-fidelidade.

The essentials

  • Um amplificador hi-fi de gama média oferece sempre um plus em qualidade sonora
  • Existem muitos modelos no mercado com uma vasta gama de preços. Analisar o equipamento de que já dispõe para descobrir qual o amplificador de que necessita para satisfazer as suas necessidades.
  • No final do guia, terá um conjunto de critérios de compra que certamente o ajudarão a fazer uma boa escolha.

Os melhores amplificadores de alta fidelidade do mercado: as nossas recomendações

Está provavelmente à procura de um amplificador hi-fi para potenciar o som na sua casa. Sabemos que quer fazer uma boa compra, que quer obter um bom amplificador a um preço competitivo. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para o ajudar a fazer a melhor escolha possível. Aqui está uma pequena lista de algumas boas alternativas.

O melhor amplificador HI-FI para som potente e detalhado

O melhor amplificador HI-FI para som potente e detalhado


A primeira opção que lhe estamos a mostrar é a de um modelo fabuloso da Denon, uma marca que ao longo do tempo se tornou uma referência em termos de som. É um amplificador integrado com circuito de tecnologia push-pull que garante um som potente e detalhado. O sistema é de dois canais e fornece uma potência de saída de 70W por canal em quatro ohms.A qualidade do som foi optimizada e existe um controlo remoto para controlar a maioria das funções importantes. Tem também uma vasta gama dinâmica para apoiar fontes de áudio de alta qualidade. O seu painel frontal é feito de alumínio e o seu design é resistente às vibrações.

O melhor amplificador HI-FI em termos de relação preço-desempenho


A segunda opção que oferecemos é o modelo de nível de entrada na linha de amplificador Pioneer. Escolhemos este porque tem um desempenho equilibrado e um preço bastante apertado, já que estamos a falar de um pouco menos de 200 euros por uma unidade de um fabricante veterano neste mercado. Este amplificador estéreo tem uma potência de 50 W (watts) por canal.O seu design é sóbrio e elegante, com uma escolha de cor preta ou prateada. Tem vários botões e controlos para volume, graves, agudos, balanço, comutação da fonte de entrada, efeitos e modo altifalante. Tem uma grande variedade de ligações com entradas para CD, rádio, auxiliar, fono, auscultadores, altifalantes e gravador. Falta-lhe uma entrada USB.

O Melhor Amplificador HI-FI para Gira-discos


Amplificador Sony que permite a coexistência de música digital e vinil. Isto porque tem uma entrada fono para ligar a sua mesa giratória, ao mesmo tempo que oferece a possibilidade de emparelhamento via Bluetooth. Tem também quatro entradas de áudio analógicas e uma saída de áudio analógica, para que possa ligar outros dispositivos de áudio com características diferentes.Tem dois canais, uma potência de 100 W (8 ohms) por canal e uma impedância de 6 a 16 ohms do altifalante. A sua potência permite uma distorção mínima e uma elevada qualidade sonora. Além disso, o chassis amplificado reduz a vibração para ainda mais potência. Tem um sintonizador FM incorporado com até 30 predefinições. Compacto e elegante.

O Melhor Amplificador HI-FI de Alta Qualidade


Se não está muito familiarizado com a marca Marantz, deve saber que é um fabricante de fabrico americano que já ganhou bastantes prémios com o seu equipamento. Este não é excepção e é um amplificador hi-fi com grandes características e design moderno cujo grande desempenho irá deliciar os audiófilos.Tem uma potência de saída de 60W por canal, mas isto depende da impedância dos altifalantes ligados. Tem dois canais e a frequência de amostragem da entrada digital é de 192 KHz – 24 bits. Tem duas entradas ópticas e uma digital coaxial e cinco entradas de linha, uma das quais é uma entrada fono para ligação à sua mesa giratória.

O amplificador HI-FI mais completo, compatível com Spotify, Airplay, MP3, WAV e FLAC


Este é um potente amplificador hi-fi com um desempenho fantástico pelo qual, sim, tem de pagar. Fornece cerca de 135W por canal, tem Wi-Fi incorporado e vem com Bluetooth. É compatível com Spotify e Airplay. Se isso não for suficiente, também é compatível com MP3 e outros ficheiros áudio sem perdas, como WAV e FLAC.Tem um equalizador para gira-discos. Os seus quatro soquetes digitais e seis soquetes analógicos sugerem a sua compatibilidade, o que, juntamente com a tecnologia sem fios, faz dele um amplificador muito completo. Vale a pena mencionar o AKM AK4452 DAC de 384 KHz/32 bits de alta qualidade, que lhe dá uma ideia da potência e qualidade desta fantástica unidade.

Guia de compras: o que precisa de saber sobre amplificadores de alta-fidelidade

Agora que lhe foram apresentadas várias alternativas muito válidas de preço/desempenho, passemos à secção de perguntas hipotéticas. O nosso objectivo é dar-lhe uma melhor compreensão de como os amplificadores funcionam. Qualquer ajuda é sempre boa para que possa tomar uma decisão mais informada.Pode melhorar a qualidade de áudio com amplificadores de alta-fidelidade.

O que é um amplificador hi-fi e para que é utilizado?

Como o nome sugere, um amplificador Hi-Fi impulsiona o sinal de áudio ao ponto de passar pelos altifalantes com toda a força. Também lhe permite manipular o som que a fonte principal está a reproduzir, para que possa brincar com diferentes efeitos e equalização. Um bom amplificador é uma garantia de qualidade. Contudo, para que o próprio amplificador atinja todo o seu potencial de qualidade, a fonte principal deve ser pelo menos minimamente eficiente. Um leitor de CD ou um gira-discos com um determinado padrão é o primeiro passo para obter o melhor som. Também não se deve esquecer os altifalantes, que só se tornam seus no último momento.

Que mais devo considerar para tirar o máximo partido de um amplificador de alta-fidelidade?

Embora bom equipamento áudio, um amplificador competente e altifalantes sólidos, há alguns outros factores a considerar. Poucas pessoas dão muita importância à cablagem quando se trata de ligar os seus dispositivos, mas a cablagem é tão necessária como os vários dispositivos quando se trata de alcançar uma grande qualidade de áudio. Lembre-se que existem amplificadores com grande compatibilidade, o que significa que podem funcionar por cablagem através dos seus vários conectores, mas alguns também lhe permitem transmitir música via Bluetooth e/ou WiFi. Se quiser tirar o máximo partido das suas capacidades, esqueça o Bluetooth, pois a informação é altamente comprimida com esta tecnologia.Annie LennoxSinger e ActivistaPenso que a música é a plataforma mais fenomenal para o pensamento intelectual.

Que tipos de amplificadores de alta-fidelidade existem?

Tal como os amplificadores de guitarra, embora cada um seja adaptado e focalizado à sua tarefa, podem ser tubos ou transístores. Iremos agora discutir os diferentes tipos de amplificadores no mercado. Queremos que esteja mais ou menos familiarizado com eles, mesmo que apenas superficialmente:

  • Classe A: São provavelmente as mais comuns. Funcionam a toda a potência e geralmente oferecem uma excelente qualidade de som, bem como uma baixa distorção.
  • Classe B: Estes tendem a ser mais eficientes devido ao modo de funcionamento, uma vez que apenas uma fase de saída pode funcionar de cada vez. No entanto, a qualidade do som é reduzida e, por conseguinte, também sofrem de maior distorção.
  • Classe A/B: Uma mistura das duas anteriores, oferecendo o melhor de cada uma. Ou seja, mantém a qualidade de som da Classe A e dá-nos a eficiência de B.
  • Classe D: Isto é talvez o menos comum. Tendem a ser mais pequenos e mais leves. Os primeiros modelos estavam longe do desempenho das classes mais populares, mas recentemente melhoraram o seu desempenho.

Por outro lado, gostaríamos de salientar que os amplificadores de tubos foram os primeiros a aparecer no mercado. São um pouco mais caros, mas muitos audiófilos ainda hoje os preferem, apesar de serem os menos comuns. Os amplificadores transístores, por outro lado, utilizam menos energia, são mais pequenos e mais fiáveis, e têm maior qualidade.Para um amplificador, é importante que a fonte principal tenha uma boa qualidade de áudio.

Os suportes físicos e os ficheiros digitais são importantes para um amplificador de alta-fidelidade?

Se é importante para um amplificador que a fonte principal tenha boa qualidade de áudio e que os altifalantes tenham a eficiência necessária para transmitir o melhor som, os ficheiros em si são também cruciais quando se trata de som de alta fidelidade. Um CD ou um disco de vinil, se o amplificador oferecer tal ligação, já lhe assegura a qualidade. Quando se trata de ficheiros áudio, é importante que utilize aqueles que oferecem a melhor fidelidade possível com mais ou menos compressão. Estes são ficheiros WAV, FLAC, ALAC ou AIFF. Isso significa que tem de desistir de formatos como MP3? De modo algum se for 320 Kbps, mas se estiver à procura do melhor som, não é o mais aconselhável.

Are hi-fi amplificadores realmente úteis?

A sua utilidade depende de vários factores. Antes de mais nada, a qualidade do som deve ser importante para si. No entanto, é preciso lembrar que para um resultado convincente, a fonte principal, o próprio amplificador, os altifalantes, a cablagem e os formatos a serem reproduzidos devem ser concebidos para o efeito. Não vale a pena ter bom equipamento em geral e depois transmitir via Bluetooth ou reproduzir ficheiros com perda de áudio. O factor humano também desempenha um papel significativo. Se não tiver um ouvido treinado para distinguir as nuances que a alta fidelidade lhe pode dar, então esqueça de gastar bom dinheiro em equipamento concebido para esse fim.Estudos demonstraram que algumas pessoas podem mais facilmente perceber frequências que são consideradas de alta fidelidade. Se este não for o seu caso, eles ainda lhe proporcionarão a melhor experiência sonora possível. Portanto, não é uma má compra por qualquer meio, a menos que não se preocupe com a qualidade do som.

Quais são os prós e contras de comprar um amplificador de alta-fidelidade?

Se gosta de música e som hi-fi, então um amplificador irá trazer-lhe uma grande alegria. No entanto, como com qualquer dispositivo técnico, há uma série de prós e contras que deve ponderar se quiser comprar um. Na tabela seguinte, pode analisar vários aspectos a este respeito.

  • Permitem-lhe melhorar a qualidade de áudio
  • Têm diferentes entradas e saídas, por isso pode ligar diferentes dispositivos
  • alguns deles são também compatíveis com Bluetooth ou WiFi
  • Existem amplificadores de solvente por um preço bastante próximo
  • Aplificadores de alta qualidade com materiais de alta qualidade podem custar bastante dinheiro
  • Para que um amplificador seja o melhor que pode ser, tudo à sua volta precisa de corresponder à sua qualidade

Critérios de compra

Está perto do fim. Por esta altura, já foi possível mergulhar no mundo dos amplificadores de alta-fidelidade. Também foi capaz de esclarecer algumas das dúvidas que um iniciado neste campo possa ter. Mas há mais. Quando se trata de escolher um modelo de amplificador, há uma série de outros factores importantes a considerar. Passemos por eles.

  • Equipamento que tem à sua disposição
  • Power
  • Resposta de frequência
  • Conectividade

Equipamento que tem

É claro que primeiro tem de ter interesse em pôr as mãos em tal dispositivo para ver o que ele pode fazer por si. A partir daí, é importante considerar que o desempenho do amplificador irá melhorar o desempenho da fonte principal e do altifalante. Se todos os pontos importantes forem competentes, os resultados serão muito mais satisfatórios.A qualidade dos formatos e dos ficheiros de som também é importante. É claro que está coberto com meios físicos, mas, como mencionado anteriormente, ao reproduzir diferentes formatos de áudio digital, deve tender para aqueles que oferecem a melhor qualidade, ou seja, aqueles que não têm qualquer perda de qualidade, tais como WAV e FLAC.Alguns amplificadores Hi-Fi são também compatíveis com Bluetooth ou WiFi.

Potência

Isto é algo para que todos olham quando se trata de equipamento áudio. Com amplificadores também é importante, mas também vale a pena fazer uma análise rápida da amplitude da sala em que se vai estar principalmente a ouvir música. Uma potência de 100 watts por canal pode ser suficiente para uma área de tamanho médio.A situação é diferente se o amplificador for utilizado numa grande sala de festas, por exemplo, onde é necessária mais energia. A potência que um amplificador pode fornecer também depende da impedância dos seus altifalantes. Ao comparar a potência de diferentes amplificadores, certifique-se de que são referenciados à mesma impedância.

Frequency Response

Para lhe dar uma ideia, um CD pode captar frequências entre 20 Hz (hertz) e 20 KHz, mas outros como o SACD (Super Audio) de alta fidelidade podem ir até 100 KHz. Por exemplo, a menos que tenha um sistema áudio de CD minimamente capaz, bem como um altifalante solvente, não cobrirão sequer todas as frequências do seu suporte físico.Para que um dispositivo de qualidade seja bom, deve cobrir pelo menos 20 Hz a 20 KHz, que é o que um ouvido humano pode cobrir em perfeitas condições. Estudos mostram que a capacidade auditiva das pessoas varia. No entanto, um bom amplificador dar-lhe-á a melhor qualidade possível dentro do seu poder em qualquer caso.

Conectividade

Uma vez analisados determinados aspectos em termos de potência ou resposta de frequência, é necessário dar uma vista de olhos às ligações de entrada e saída que eles lhe fornecem. É importante saber se vai satisfazer todas as suas exigências. Por exemplo, nem todos eles têm uma entrada fono para ligar uma mesa giratória.

Abstract

Os amplificadores de alta-fidelidade baratos não são proibitivamente caros. De facto, são muito mais acessíveis do que possam parecer. Para um bom som perceptível a certos níveis, existem vários modelos de diferentes fabricantes que podem variar entre $200 e $400. Sim, há outras mais caras, mas notará realmente a diferença?Essa é uma pergunta que terá de responder por si próprio. Depende das suas necessidades, do equipamento áudio principal, dos altifalantes, dos cabos, da sala em que vai tocar o som e se é capaz de apreciar todas as nuances a um nível de alta fidelidade. É você mesmo que estabelece o limite, porque ninguém mais saberá o quanto pode desfrutar dele.Tentamos ajudá-lo, e esperamos ter sido bem sucedidos. Se assim for, gostaríamos que o partilhasse nas suas redes sociais ou que nos deixasse um comentário. Boas compras!

Por que pode confiar em mim?Editor especializado em produtos electrónicos.Sou um redactor especializado em produtos electrónicos. Gosto de analisar artigos que lidam com som, smartphones, e muito mais. Anteriormente, eu era redactor da revista de música This is Rock. Em suma, a minha maior paixão é a música, mas também tenho outros passatempos como filmes, geografia, desporto, e falar com os meus amigos.

Deixe um comentário