Caballete: Qual é o melhor de 2022?

Para alguns, é o seu trabalho. Para outros, é o seu trabalho e passatempo favorito. Não importa qual a sua razão para pintar, o mais importante é que o está a fazer, e certamente que o está a fazer muito bem. Mas é claro, chegou o momento de dar o mergulho e comprar um cavalete. Para ser franco, não é uma decisão fácil.Mas não se preocupe, é para isso que estamos aqui. Com o guia que preparámos hoje para si, queremos ajudá-lo a escolher o melhor para que possa tirar o máximo partido do artista que há em si. O que pensa? Junte-se a nós e aprenda tudo o que precisa de saber sobre estes artigos úteis.

O Mais Importante

  • Um cavalete é um acessório essencial para quem gosta de pintar ou passa muito tempo a pintar. Não só são muito mais convenientes, como também fornecem uma grande perspectiva para o seu trabalho artístico.
  • Happily, hoje em dia podemos encontrar cavaletes de diferentes formas e tamanhos, por isso encontraremos sempre aquele que melhor se adapta às nossas necessidades.
  • Para tomar a decisão certa, é importante que consideremos critérios de compra tais como os materiais utilizados, o tipo de ancoragem, o uso que daremos e outras características.

Os melhores cavaletes do mercado: as nossas recomendações

Sabemos que a grande variedade de cavaletes no mercado de hoje pode tornar difícil a escolha do seu próximo parceiro de pintura. É por isso que fizemos uma pequena pesquisa e elaborámos uma selecção das melhores para si. Como podem ver, há algo para todos!

O Easel Mais Prático

O Easel Mais Prático

O Easel Mais Prático


Certamente, uma das razões que levou a maioria dos consumidores a escolher este cavalete é a sua praticidade e funcionalidade. Este é um cavalete sob a forma de mala, onde pode guardar não só as suas pinturas, mas também tudo o que necessita para pintar.A caixa contém dezoito tintas acrílicas, seis pincéis, uma tela, uma paleta de mistura e uma faca – que mais se pode querer?

O Melhor Cavalete de Alumínio


Com este cavalete de alumínio, nenhuma pintura será capaz de lhe resistir. É ajustável em altura (de 50 a 165 centímetros) e tem um suporte para tintas, tornando o seu trabalho muito mais confortável.Apesar da robustez dos materiais, o cavalete é muito leve e fácil de transportar, por isso pode levá-lo para qualquer lugar. As pernas têm uma base de borracha para lhe proporcionar a estabilidade de que necessita.

O cavalete mais compacto


Se procura um pequeno cavalete de mesa, esta é a melhor escolha. É feita de madeira de faia de alta qualidade, o que a torna muito robusta mas também leve. É muito fácil de montar e dobra-se completamente.Além da pintura, este tipo de cavalete de mesa é frequentemente utilizado para exibir as suas próprias pinturas. O seu design elegante e limpo fá-lo brilhar ainda mais.

O Melhor Cavalete de Madeira


A nossa recomendação final é um cavalete de estúdio ajustável em altura. É feita de madeira maciça de faia, o que garante a máxima durabilidade e um design muito sofisticado.Graças ao ajuste de altura e inclinação, este cavalete oferece um elevado conforto de pintura e é adequado tanto para principiantes como para pintores por hobby. Pode ser facilmente dobrado.Um cavalete é um acessório essencial para qualquer pessoa que pinte ou passe longos períodos de tempo a pintar.

Quais são os diferentes tipos de cavaletes?

Comecemos pelo princípio. E a primeira coisa a distinguir entre os diferentes tipos de cavaletes que podemos escolher. Assim, embora existam vários modelos dentro de cada tipo, podemos distinguir:

  • Tabela ou cavalete de mesa: têm um tamanho muito compacto e, como o nome sugere, são colocados sobre uma mesa. Uma das suas principais vantagens é que são muito fáceis de armazenar. No entanto, geralmente não são muito robustos.
  • Afford com tripé: o mais comum, aquele que nos vem à mente quando pensamos num cavalete. São muito leves e robustos. Normalmente permitem o ajuste da altura e normalmente têm pés antiderrapantes. Podemos encontrá-los na vertical ou horizontal.
  • Cavalete ou pasta: provavelmente a mais prática de todas. Ocupam muito pouco espaço e no mesmo cavalete pode armazenar todo o material necessário para pintar.
  • Pochade Box Easel: muito semelhante aos anteriores, mas a sua estrutura é algo parecida com um lectern. Quando se abre a caixa, a parte superior serve de suporte para a tela.
  • Estudio easel: o mais sofisticado. São utilizados por profissionais ou escolas de arte. São muito mais resistentes e a qualidade é geralmente melhor do que as outras, uma vez que estão preparados para trabalhos maiores e mais pesados.

Que tipo de manutenção é necessária para um cavalete?

Algo que temos de ter em mente quando usamos um cavalete é a sua manutenção. Embora seja um objecto de uso diário, é importante que tomemos o devido cuidado para assegurar o seu bom funcionamento e uma vida mais longa. Neste sentido, devemos distinguir a manutenção de acordo com o material de fabrico do cavalete:

cavalete de madeira
Cavalete metálico
Será necessário humedecer a madeira regularmente para evitar fendas. Pode ser aplicado óleo cru de linhaça (para acabamentos oleosos ou naturais) ou cera de abelha (para vernizes).

Estão normalmente protegidos por uma camada de tinta bastante dura, pelo que este tipo de cavalete não requer manutenção especial para além da limpeza regular.

Também é importante verificar e reapertar todas as porcas e parafusos de vez em quando, especialmente nas de madeira, para ter a certeza de que estão em bom estado. Lembre-se que a madeira se expande e contrai devido à humidade ou temperatura, por isso temos de prestar um pouco mais de atenção a ela.

Os artistas recomendam a pintura num cavalete?

Quando se trata de arte, nada bate os conselhos ou opiniões de especialistas na matéria. É por isso que muitas vezes nos perguntamos porque preferem cavalete a pintar em cima de uma mesa. A este respeito, a pintora e professora de pintura Núria Durán é inequívoca. Ela diz que, especialmente quando se está apenas a começar, é muito mais fácil pintar verticalmente (num cavalete) porque o seu olhar vai muito mais directamente da realidade para a tela.Núria DuránArtista e professora de pintura na oficina de arte Nuria Durán.Desenho e pintura a partir da vida requer observação, reflexão e também o despertar da intuição. Mantê-lo numa posição vertical ajuda-nos a não perder a ligação entre o que estamos a ver e o que estamos a representar, uma vez que o nosso olhar não tem de mudar de plano quando passamos da terceira dimensão para o nosso papel bidimensional.

Por que é útil usar um cavalete de pintura?

Além do que o perito mencionou, há muitas outras razões pelas quais achamos muito útil e prático utilizar um cavalete para tirar as nossas fotografias. Veja a seguinte tabela de prós e contras e descubra por si mesmo.

  • É um item muito durável e duradouro
  • É fácil de usar e traz-nos conforto enquanto trabalhamos
  • Ajuda-nos a manter uma postura correcta enquanto pintamos, o que evita problemas de costas
  • alguns modelos (inclinados) evitam que o pó caia sobre a tinta antes de secar
  • Estão disponíveis modelos muito baratos
  • Ocupam espaço
  • Têm de estar conscientes da sua manutenção
  • Pode não ser adequado para todos os trabalhos que pintamos (dependendo do tamanho ou orientação da tela)

Como pode ver, as vantagens ultrapassam de longe as desvantagens, que, a propósito, não são nada para espirrar. Por todas estas razões, a utilização de cavaletes está a tornar-se cada vez mais popular, mesmo entre os principiantes da pintura e aqueles que só pintam no seu tempo livre.

Que cavalete é o melhor para mim?

Existem tantas situações em que podemos usar um cavalete que é difícil descobrir qual é o melhor para nós em cada caso. Além disso, não podemos ter um cavalete diferente para cada situação, pois não? E embora existam cores diferentes para gostos diferentes, queremos mostrar-lhe uma classificação geral que pode servir de guia:

  • Se se dedicar profissionalmente à pintura e o tamanho das telas que irá utilizar varia muito, deverá obter um cavalete ou tripé de estúdio que seja tão resistente quanto possível.
  • Por outro lado, se preferir pintar, um cavalete de mesa será suficiente.
  • Para a pintura de aguarela, é melhor usar um cavalete recto e horizontal que evite que a tinta pingue.
  • Para pintar com tintas acrílicas ou a óleo, é melhor usar um cavalete ligeiramente inclinado para a frente para evitar que o pó pingue sobre a tela

Felizmente, hoje em dia, podemos encontrar cavaletes de diferentes formas e tamanhos, por isso encontraremos sempre o que melhor se adapta às nossas necessidades.

Critérios de compra

Agora chegamos ao momento mais importante: a escolha do melhor cavalete para si. Este é provavelmente o momento mais importante e também o mais difícil, porque com o número de modelos disponíveis, é difícil escolher. Tente ter em conta os seguintes critérios de compra que sugerimos, e será canja!

Material

Para itens como cavaletes, que têm um grande impacto no resultado das nossas pinturas, os materiais são essenciais. Geralmente, encontramo-los feitos de madeira ou metal. Cada uma delas tem características diferentes que serão úteis num caso ou noutro:

Features Woodblocks Trestles de metal
main Faia, Bambu ou Lyptus Aluminum
Força e durabilidade High High
Aestética Classical and sophisticated Moderno
Portabilidade Smaller, menos compacto Higher, eles tendem a dobrar-se mais
Manutenção Manutenção da madeira Aviso de Ferrugem
Utilização regular Profissionais ou entusiastas da pintura Aulas de pintura ou escolas de arte
Cost Cost cheaper

anchor

Uma das principais razões pelas quais os cavaletes são tão convenientes é que nos permitem trabalhar mais confortavelmente ajustando a altura ou a posição da tela. Assim, podemos distinguir diferentes tipos de âncoras ou formas de ajustar a altura da tela para maior conforto:

  • Ratchetaria ou estrutura metálica: levanta a tela de forma escalonada. Este é um sistema muito simples e funcional que evita que a madeira se decomponha. É aconselhável operá-lo quando a tela não está no cavalete para evitar que o peso da tela danifique o mecanismo.
  • Com controlo remoto (eléctrico): normalmente encontramo-lo nos cavaletes profissionais mais robustos, concebidos para grandes obras. Desta forma, não temos de nos preocupar em levantar a tela. Pode ser feito por pedal ou por um interruptor.
  • Crank: O sistema mais clássico e encontrado apenas em modelos topo de gama. É o desenho mais tradicional, prático e fácil de usar.

Isto refere-se principalmente a cavaletes de tripé ou de estúdio, embora ultimamente também encontremos tais sistemas em modelos de mesa. Contudo, neste último e em alguns cavaletes de caixa, encontramos também âncoras de pressão que utilizam alavancas para manter a tela no lugar de modo a que não se mova enquanto trabalhamos.Uma das principais razões pelas quais os cavaletes são tão práticos é que nos permitem trabalhar mais confortavelmente ajustando a altura ou posição da lona.

Uso e portabilidade

E quando falamos de conforto, devemos também referir-nos à portabilidade. Porque se não vai usar o cavalete sempre no mesmo local, é importante considerar a facilidade ou complexidade do seu transporte.E mesmo que a utilize sempre no mesmo local, é muito provável que tenha de a mover, mesmo que seja apenas a alguns metros.É por isso que muitos modelos têm agora rodas nas pernas para facilitar a sua deslocação. Certifique-se apenas de que as rodas têm um fecho robusto para assegurar a estabilidade ao pintar. Verifique também a dobrabilidade de cada modelo.Também, se é alguém que gosta de pintar no exterior (num belo parque ou gazebo), achará os cavalete ou cavalete de caixa muito úteis. Estes são os mais portáteis de todos. Na verdade, muitos artistas têm um para casa e um cavalete de caixa quando pintam no exterior.

Outras Características

Sabia que existem cavaletes adequados para pessoas com mobilidade limitada? Sim, há. Estes tipos de cavaletes são moldados como se fosse um cavalete de mesa que tem a superfície em que é colocado. Algo como uma secretária com rodízios onde se tem tudo o que se precisa para pintar na ponta dos dedos.Dariel MirandaMiranda Co-Director de ArteOs cavaletes metálicos tendem a ter menos problemas com a meteorologia, tornando-os ideais para faculdades, escolas de arte, e outros lugares onde o cavalete será usado intensivamente e sem preocupações. Por outro lado, são esteticamente menos agradáveis que os de madeira, e uma vez que o cavalete, uma vez no estúdio, é apenas mais uma peça de mobiliário da casa, muitos de nós gostamos mais dos de madeira do que dos metálicos.

Summary

Há muitos estudos que dizem que a pintura é uma das actividades mais relaxantes e mentalmente libertadoras – digam isso a quem o faz! De qualquer modo, cada vez mais de nós estamos a tornar-nos entusiastas da pintura e não podemos passar um dia sem um cavalete.Para além dos benefícios mais óbvios de um cavalete, especialmente conforto e postura adequada, este tipo de item irá melhorar a qualidade das nossas pinturas. Graças a eles, teremos uma perspectiva muito melhor sobre o que estamos a pintar. E com tantos modelos disponíveis, como pode não encontrar o seu cavalete ideal?Se achou útil o nosso tutorial de cavalete, partilhe-o nas redes sociais e deixe-nos um comentário – adoraríamos pintar consigo!

Por que podes confiar em mim?Sou escritor freelance há já algum tempo e acredito que os ingredientes mais importantes para um artigo de qualidade são a precisão da informação e um pouco de boas maneiras. Passo os meus dias a pesquisar e a escrever sobre cosméticos, beleza, paternidade eficaz, e produtos domésticos.

Deixe um comentário