Câmaras profissionais: quais são as melhores em 2022?

Um pôr-do-sol na praia, o sol reflectido na neve nas montanhas, as cores contrastantes do verde do Outono ou uma festa familiar. Há muitos momentos e lugares que deseja imortalizar para partilhar com outros ou para os recordar graficamente quando a memória não é suficiente para os reproduzir. A ferramenta ideal para isto é uma boa máquina fotográfica profissional.As câmaras profissionais não foram isentas da evolução tecnológica. Pouco resta dos modelos de filmes analógicos que exigiram um desenvolvimento demorado. Agora é possível tirar um número quase inimaginável de fotografias e ver o resultado imediatamente. Além disso, graças a melhorias técnicas, é possível reproduzir fielmente até os detalhes mais imperceptíveis.

Mais importante

  • As câmaras profissionais são dispositivos electrónicos sofisticados com um certo nível de complexidade técnica. Existem dois tipos principais – câmaras compactas e câmaras SLR – dentro das quais há uma variedade de variantes técnicas.
  • Ao comparar os diferentes tipos de câmaras profissionais e escolher a mais adequada, devemos prestar atenção a alguns dos seus elementos. Destes, talvez o mais importante seja o sensor. Mas existem outros, como o obturador, o visor, as lentes ou o estabilizador de imagem.
  • Ao escolher uma câmara profissional, um dos critérios de compra mais importantes é o ambiente em que vamos filmar: No interior ou no exterior? Em condições de iluminação óptimas ou adversas? Isto irá definir as características que devemos exigir da câmara.

As melhores câmaras profissionais do mercado: as nossas recomendações

As câmaras profissionais são geralmente produtos caros. Por conseguinte, a sua aquisição deve ser vista como um investimento a longo prazo com o objectivo de uma longa vida útil. Para tal, temos de nos certificar de que compramos um modelo que satisfaça os nossos requisitos e garanta um desempenho óptimo. Vamos dar uma vista de olhos a algumas opções atractivas no mercado.

A mais popular câmara compacta profissional


Entre os modelos de câmaras compactas profissionais – tamanho mais pequeno e menos versatilidade e ajuste de lentes – esta é uma das melhores do mercado.Tem uma resolução de sensor óptico de 21,1 megapixels e uma velocidade máxima do obturador de 30 segundos. Tem também um estabilizador óptico e o sensor mede 23,5 x 15,6 milímetros.

A câmara profissional com o melhor valor


Esta câmara profissional SLR da Canon tem excelentes características para tirar fotografias de alta qualidade. Tem um sensor óptico de 22,3 x 14,9 milímetros, oferece uma resolução de 24,2 megapixels e dispõe de um estabilizador de imagem.A velocidade do obturador – que determina quanto tempo o sensor é exposto à luz captada pela câmara – é de 30 segundos.

A mais completa câmara profissional topo de gama


Este modelo Sony tem um dos melhores sensores do mercado. Não é por nada que as suas dimensões são de 35,9 x 24 milímetros. Além disso, claro, esta câmara profissional de topo de gama tem um estabilizador de imagem e garante uma resolução de 42,4 megapixels.A velocidade máxima do obturador é de 30 segundos e além de excelentes fotografias, pode também gravar vídeos em qualidade 4K.

A câmara profissional mais acessível


Este modelo da marca Kodak é um dos menos caros, economicamente falando. No entanto, apesar deste estatuto, oferece um desempenho mais do que aceitável.Por exemplo, tem um estabilizador de imagem e oferece uma velocidade máxima de obturador de 30 segundos. Neste sentido, não se trata de invejar os modelos de gama mais alta. Oferece uma resolução de 20 megapixels.

guia de compras: o que precisa de saber sobre câmaras profissionais

O mundo das câmaras profissionais está cheio de nuances e por vezes de pequenas diferenças entre modelos, embora existam também diferenças óbvias entre os diferentes tipos de câmaras. Encontrará câmaras compactas que funcionam bem, assim como modelos grandes que são mais adequados para lentes profissionais. Vamos conhecer melhor o produto!O catálogo de câmaras profissionais é hoje em dia quase interminável.

O que são câmaras profissionais?

As câmaras profissionais são dispositivos electrónicos com um mecanismo interno que tem a luz como elemento principal da sua função. As câmaras mais modernas não são diferentes das mais antigas nesta operação. Basicamente, a luz entra através de um buraco e reflecte uma imagem que é gravada. Onde. Em cartões de memória, por exemplo. Este mecanismo interno é normalmente coberto por uma moldura ou caixa, que é a estrutura externa da câmara. Este consiste em elementos como a lente, o sensor ou o obturador, de que falaremos mais tarde. Algumas, como a lente, podem ser modificadas dependendo do ambiente. Mas o todo e o fim da fotografia é sem dúvida o funcionamento interior da câmara.

Que tipos de câmaras profissionais existem?

O catálogo de câmaras profissionais é hoje em dia quase interminável. Mas se o reduzirmos um pouco aos tipos mais comuns, existem basicamente duas: câmaras compactas e SLRs. Dentro de cada tipologia, existem nuances, gamas e variações. As câmaras compactas, na sua maioria digitais, são as mais comuns para uso doméstico. Por outro lado, as câmaras de reflexo de lente única (SLR) oferecem melhores características e o seu funcionamento é baseado na instalação interna de um pentaprisma. Permitem muito mais controlo sobre aspectos em torno da fotografia, tais como enquadramento e distância. Isto é devido à variedade de acessórios que podem melhorar as suas características já óptimas.Permitem um controlo muito maior sobre aspectos em torno da fotografia, tais como enquadramento ou distância.

O que é o visor das câmaras profissionais e quais são os tipos?

O visor é um elemento fundamental sem o qual não poderíamos tirar fotografias. Devemos distinguir entre câmaras ópticas – que encontramos em câmaras compactas – e câmaras SLR – que dão o nome a este tipo de câmara -, para além das electrónicas, que são muito menos comuns. Basicamente, elas permitem-nos ver com mais ou menos precisão o que vamos fotografar.

O que é um flash e porque é que é importante nas câmaras profissionais?

O flash é um acessório que hoje em dia está presente em quase todas as câmaras profissionais. Actua como um suplemento à luz natural e melhora as condições de iluminação existentes na sala de tiro. Desta forma, o resultado será mais claro e mais brilhante, em vez de obter uma imagem escura onde não se consegue perceber o que se está a fotografar. Embora, como eu disse, o flash esteja integrado mesmo nos modelos mais básicos, pode não ser suficiente para o tipo de fotografia que queremos fazer. Por este motivo, existem unidades de flash externas que oferecem uma vasta gama de opções, dependendo das condições de iluminação que queremos reproduzir. Temos de nos certificar que a câmara é compatível com eles.O flash está incorporado mesmo nos modelos mais básicos, pode não ser suficiente para o tipo de fotografia que se pretende fazer.

Por que é importante o sensor das câmaras profissionais?

O sensor é um elemento interno da câmara sobre o qual a luz é projectada, e depois o reflexo é projectado e convertido numa imagem. O sensor é composto por milhões de componentes minúsculos e sensíveis à luz chamados pixels. Contudo, a qualidade da imagem não deve ser associada erroneamente ao número de pixels no sensor. O parâmetro que determina esta qualidade é o tamanho do sensor. A equação é simples: quanto maior, melhor. Podemos dizer que é o elemento mais importante e determinante para a qualidade de uma câmara, mesmo antes das lentes, do obturador ou do visor, para citar alguns. Para além do tamanho, temos também de olhar para a sensibilidade à luz ISO do sensor.

Quais são os tipos de lentes de câmaras profissionais e qual é a sua função?

Deixamos começar por definir a lente como a parte da câmara que direcciona os raios de luz para o sensor de que acabámos de falar. As lentes são constituídas por várias lentes convexas que permitem um elevado grau de nitidez, fazendo corresponder o foco ao sensor – vulgarmente conhecido como focagem. Existem diferentes tipos de lentes, tais como a lente grande angular – que oferece um campo de visão mais amplo do que o do olho humano -, a lente telefoto – que oferece a maior distância focal e permite a fotografia de grande plano sem zoom -, ou a clássica lente de cinquenta milímetros – que é mais simples e recomendada para retratos e fotografia de grande plano -, entre outras.As lentes são compostas por múltiplas lentes convexas que permitem um elevado grau de nitidez, fazendo corresponder o foco ao sensor.

Que outras características devemos procurar nas câmaras profissionais?

Para além dos que acabámos de analisar em detalhe, existem outros elementos de câmaras profissionais que são importantes quando se comparam diferentes modelos. Por exemplo, o obturador, que é o elemento que – dependendo da sua velocidade de abertura e fecho – controla a quantidade de luz que atinge o elemento sensível à luz. O estabilizador de imagem também merece uma breve menção. Outra característica técnica que vale a pena mencionar sobre as câmaras profissionais é o tipo de fonte de alimentação que as mantém vivas. A maioria deles utiliza hoje em dia baterias de lítio recarregáveis. Devemos verificar a autonomia máxima que oferecem e o tempo estimado de recarga total. Desta forma, nunca ficaremos sem tempo para captar um momento especial.

Pro Camera Comparison Chart

Oferecemos-lhe agora um resumo gráfico dos melhores modelos de câmaras profissionais disponíveis no mercado, de acordo com a nossa própria classificação. Desta forma, comparando visualmente os principais parâmetros técnicos de cada modelo, podemos ter uma ideia de qual o que melhor se adapta às nossas necessidades e também ao orçamento disponível.

Sony DSC-HX60 Canon EOS 77D Sony Alpha ILCE7RM2B Kodak Astro Zoom AZ422
Optical Sensor 23,5 x 15,6 mm 22,3 x 14,9 mm 35.9 x 24 mm 1/2.3”
Estabilizador Sim Sim Sim Sim
Resolução 21.1 MP 24.2 MP 42,4 MP 20 MP
Velocidade do obturador 30 seg.

30 seg.

30 seg 30 seg
Gama Medium High Muito Alto Medium-Low

critérios de compra

Tendo visto as características que definem as câmaras profissionais, agora que conhecemos o produto um pouco melhor, é tempo de ver o que devemos considerar ao escolher as nossas câmaras. Trata-se de distinguir os factores que terão o maior impacto na forma como a câmara é utilizada.

Que tipo de fotos vamos tirar

Um retrato não é o mesmo que uma fotografia tirada à distância e em movimento. Já vimos que para retratos, por exemplo, é conveniente ter uma câmara com uma certa lente. E o mesmo acontecerá com outros elementos da câmara, dependendo das imagens que quisermos captar. Normalmente o nosso álbum será um híbrido, por isso estamos à procura de algo equilibrado.Contudo, se a maior parte das filmagens for feita ao ar livre e houver elementos em movimento a uma certa distância – animais selvagens, por exemplo – é útil que a câmara profissional faça parte de um conjunto e possa ser adaptada a um tripé – para dar mais estabilidade e tornar a espera mais suportável – e que suporte lentes adicionais.Um retrato não é o mesmo que uma fotografia tirada à distância e em movimento.

Onde tiramos as fotos

O ambiente em que tiramos as fotografias também determina as características ideais do modelo. As condições de iluminação interior são diferentes – e mais manipuláveis – do que no exterior, onde há mais variações entre o dia e a noite, por exemplo. Normalmente vamos usá-lo ao ar livre, por isso um bom flash será essencial.

Para o fazer, vamos olhar para os diferentes tipos de flashes em câmaras profissionais. Vale a pena notar que hoje em dia todos eles têm este elemento incorporado.

Contudo, podemos precisar de apoio adicional com maior intensidade. Mesmo nestes casos, a câmara deve ser compatível com flashes externos que possam ser ligados ao quadro.

O tamanho da câmara

Embora hoje em dia a maioria dos modelos – mesmo os mais profissionais e sofisticados – tendam a reduzir o tamanho, ainda podem existir diferenças significativas. Se não nos importamos de abdicar de algumas características em favor da conveniência, optamos por modelos compactos. Contudo, normalmente não suportam acessórios – por exemplo, lentes – que aumentam o seu desempenho.Os modelos compactos são normalmente destinados a uso doméstico. Isto deve-se, como foi dito, à dificuldade e mesmo impossibilidade de adaptar elementos externos que oferecem melhores condições e qualidade. Podem oferecer resultados óptimos e são mais económicos, embora estejam longe do desempenho dos modelos de câmaras profissionais mais exigentes.Se não nos importamos de abdicar de algumas características em favor do conforto, optamos por modelos compactos.

Quanto sabemos nós sobre fotografia

?As câmaras profissionais, como disse, estão hoje em dia num estado de máximo desenvolvimento e sofisticação. Embora com tempo e paciência, e até mesmo com um curso de fotografia, pode-se aprender a usar quase qualquer máquina fotográfica, faz pouco sentido comprar um modelo tecnicamente complexo sem ter o conhecimento e o tempo para aprender a usá-lo.Mas como acabámos de descobrir, existem hoje em dia muitos cursos de fotografia disponíveis – tanto presenciais como online – alguns dos quais são especificamente orientados para a utilização e manuseamento de certos modelos. É uma óptima opção se quisermos entrar na arte da fotografia e tirar o máximo partido da nossa câmara profissional. Porque não experimentá-lo e aprender coisas novas no processo?

Somos nós profissionais reais ou apenas amadores?

Somos nós profissionais reais ou apenas amadores?Mesmo que compremos uma máquina fotográfica profissional, isso não significa necessariamente que sejamos fotógrafos profissionais. As fotografias de uso doméstico de um fotógrafo amador não requerem o nível técnico e estético de um profissional que o faça para viver. Por conseguinte, estes últimos procurarão os modelos mais avançados do mercado, com o melhor enquadramento e nitidez.Um fotógrafo profissional precisará definitivamente de uma máquina fotográfica profissional de preço médio para tirar o máximo partido do seu talento ou dos seus conhecimentos técnicos adquiridos. Isto é então um investimento no seu ofício, pelo que o custo inicial mais elevado terá um impacto positivo no resultado que obtém quando vende as suas fotografias.As fotografias de um fotógrafo amador para uso doméstico não requerem o nível técnico e estético de um fotógrafo profissional para ganhar a vida.

Summary

Neste artigo mergulhámos no fascinante mundo da fotografia. Ao fazer um tour pelos diferentes modelos de câmaras profissionais disponíveis, pudemos compreender um pouco melhor o que são estes dispositivos e como funcionam. Além disso, o que procurar neles, dependendo de como serão utilizados. Agora deve ser mais fácil escolher uma máquina fotográfica profissional.Agora, com toda esta informação, tudo o que resta é decidir dar o mergulho e espremer os seus talentos artísticos através da lente de uma câmara profissional.Se achou este artigo interessante e útil de alguma forma, porque não partilhá-lo com os seus amigos e nas redes sociais e deixar que os outros tenham uma ideia do mundo das câmaras profissionais!

Porque pode confiar em mim

Sou um jornalista formado e especializado em marketing digital. Trabalhar neste campo permite-me combinar os meus conhecimentos em tecnologia com a comunicação para levar ao público as imparáveis novidades do mercado.

Deixe um comentário