Flash: Qual é o melhor de 2022?

Na fotografia, o elemento mais importante de todos é a luz. Sem luz, não há fotografia. É por isso que o flash é uma parte fundamental de qualquer equipamento de fotografia e a sua presença é indispensável para produzir a luz necessária sob certas condições. Não admira que os fotógrafos fiquem tão fascinados com este acessório.E o facto é que à medida que o fotógrafo se torna mais experiente, o flash torna-se cada vez mais um aliado fundamental para iluminar a cena, em vez de um mero acessório ou adição à câmara. Em qualquer caso, a verdade é que escolher o flash certo pode ser tão ou mais complicado do que escolher uma câmara. Neste guia de compras, tentaremos dar-lhe algumas dicas sobre como fazer isto.

The Most Important

  • O flash é uma peça de equipamento essencial para qualquer fotógrafo. É por isso que é tão importante escolher a correcta.
  • Com um flash externo, é possível iluminar artificialmente cenas com pouca ou insuficiente luz. E a melhor parte é que o pode fazer de uma forma controlada.
  • Ao escolher um flash, deve primeiro considerar a câmara com que o deseja utilizar. Depois disso, pode considerar os modos de disparo que tem, o seu poder, e o tempo de carga, entre outras coisas.

As melhores unidades flash do mercado: as nossas recomendações

Se precisar de comprar um flash, dê uma olhada nas nossas escolhas para as cinco melhores unidades flash actualmente no mercado. Poderá encontrar o que procura.

O melhor flash para fotógrafos apenas a começar


O Neewer 750II TTL Speedlite Flash oferece excelentes características a um preço realmente acessível. Antes de mais, pode utilizá-lo como um flash clip-on ou como um flash externo. Vem com um gatilho sem fios com função de gatilho remoto, um difusor de flash duro, um difusor de flash suave, e uma montagem da tampa da lente.Tem um número guia elevado de 58, um tempo de recarga de três segundos, e uma temperatura de cor de 5.600 K (Kelvin). Suporta os modos de flash TTL, M, MULTI, S1 e S2. É um kit ideal para fotógrafos que estão apenas a começar. Está disponível em versões para as máquinas fotográficas Nikon e Canon.

O melhor flash para as câmaras Nikon


A Nikon SB-700 é um flash versátil, portátil e muito fácil de usar. É uma unidade potente e de alta qualidade que poderíamos colocar na gama média-alta do fabricante japonês. É um flash ideal para amadores exigentes, bem como para principiantes na fotografia profissional.É compatível com i-TTL, tem um número guia de 18 e uma velocidade de sincronização de até 1/8000. Possui também um sistema de protecção térmica automática.

O flash mais completo para as câmaras Canon


O Godox V860II-C é um flash para câmaras Canon, completo e de muito boa relação qualidade/preço. Tem um bom desempenho NG60, uma bateria de 2.500 mAh (milliampere hora) com capacidade para mais de 600 flashes, um tempo de recarga realmente baixo de 1,5 segundos, e também não sobreaquece.E vem com suporte total das funções TTL, incluindo flash automático TTL, flash manual e compensação da exposição ao flash, entre outras. O sistema sem fios Godox 2.4G tem um alcance de transmissão de até 100m. Certamente que não serve para nada.

O melhor flash barato para as câmaras Canon


A unidade Yongnuo Speedlite YN- 568 EX II é uma das melhores e mais baratas alternativas ao Canon Speedlite 430EX III-RT. Tem um número guia de 58, apresenta sincronização de alta velocidade (HSS), e pode ser usado como um flash mestre e um flash escravo.Suporta TTL (apenas Canon), manual, sem fios e modos múltiplos. Tem um tempo de recarga de três segundos e uma velocidade de sincronização de 1/8000. E tem uma cabeça de zoom motorizada com rotação horizontal total – que mais se pode pedir?

The Best Canon Flash for Travel


O 270EX II é o flash mais pequeno da família Canon Speedlite, o que o torna certamente a melhor escolha se estiver à procura de um flash leve e pequeno para levar em viagem.Tem um modo manual e um modo TTL, bem como sincronização de alta velocidade. Tem um número guia de 27 e um tempo de recarga de 3,9 segundos. Além disso, necessita apenas de duas pilhas alcalinas AA. Pode funcionar como um flash escravo, mas não como um mestre. E com a garantia de um produto Canon.

Guia de compras: o que precisa de saber sobre unidades flash

Guia de compras: o que precisa de saber sobre unidades flash

Se tiver dúvidas sobre as características e benefícios dos flashes externos, veio ao sítio certo. Nele, encontrará respostas a algumas das perguntas mais comuns feitas pelos compradores destes dispositivos.O flash é uma parte essencial do equipamento de qualquer fotógrafo. É por isso que é tão importante escolher a correcta.

Por que deve comprar um flash externo?

Os flashes integrados nas câmaras e os telemóveis estão lá para o ajudar em situações de fraca luminosidade. Nesse sentido, eles fazem o seu trabalho. Contudo, não se recomenda a sua utilização se se quiser realmente obter a melhor iluminação e, portanto, muito mais fotografias profissionais. Deve ter em mente que os flashes embutidos não podem normalmente ser controlados, pelo que a sua luz é a mesma em todas as circunstâncias. Por outro lado, o flash externo pode ser controlado. Desta forma, pode conseguir uma exposição e iluminação muito melhor da imagem. Precisa de mais razões? Listamo-los abaixo para si.

  • Permite tirar fotografias dos pequenos na casa sem os abanar
  • Permite congelar o movimento de praticamente qualquer corpo
  • Quando fotografa à noite, permite iluminar uniformemente uma parte consideravelmente grande da imagem.
  • Permite-lhe criar efeitos que não poderia fazer sem ele.

Quais são os prós e os contras dos flashes externos?

Quando se trata de flashes externos, há praticamente apenas vantagens. Aqui está uma lista dos mais importantes.

  1. Faz com que os resultados sejam mais profissionais
  2. Pode ser regulado para uma melhor iluminação.
  3. São muito mais poderosos do que os incorporados nas câmaras.
  4. São realmente versáteis.
  5. Podem ser accionados remotamente a partir de diferentes locais.
  6. Também podem ser usados como luzes de enchimento.
  7. Têm um alcance mais longo.
  8. São mais rápidos que as unidades de flash incorporadas nas câmaras.

Flash externo permite adicionar luz artificial a cenas com brilho baixo ou insuficiente.

Como funciona o modo automático do flash externo?

Em geral, os flashes fotográficos fabricados actualmente baseiam-se na tecnologia TTL (Through the Lens). Esta tecnologia mede a quantidade de luz que entra na lente para determinar quanto tempo o feixe de luz emitido pelo flash deve durar. Desta forma, a exposição correcta é conseguida. Esta tecnologia é referida como e-TTL em Canon e i-TTL em Nikon.

Por que é que o modo HSS é tão importante numa unidade flash?

Uma das características que os fotógrafos mais provavelmente procurarão numa unidade de flash é o modo HSS. Quando esta característica é activada e a câmara o permite, tanto o flash como a câmara podem funcionar acima da velocidade de sincronização habitual. Para tal, o flash emite pequenos flashes em vez de um flash completo e pode portanto disparar a velocidades superiores a 1/200. No entanto, isto reduz ligeiramente a saída do flash. Uma das utilizações mais comuns deste modo é tirar retratos com a abertura aberta em ambientes onde há muita luz natural e onde se quer preencher com flash. Também é utilizado para congelar o movimento, combinando luz natural com flash.É importante escolher um flash que ofereça modo escravo e/ou modo mestre.

Critérios de compra

A escolha de um flash nem sempre é fácil. São dispositivos complexos e a sua importância é crucial quando se está a disparar em condições de pouca luz. É por isso que é importante que considere alguns critérios de compra. A partir da REVIEWBOX, gostaríamos de sugerir o seguinte.

Câmera com a qual irá utilizá-la

Claro que, antes de comprar um flash, deve primeiro certificar-se de que é compatível com a câmara ou câmaras com que planeia utilizá-lo. Felizmente, a maioria dos fabricantes oferecem geralmente modelos ou versões diferentes para a Canon e a Nikon. E também oferecem uma lista de câmaras compatíveis com o flash.Em qualquer caso, ao verificar a compatibilidade do flash, é basicamente necessário certificar-se de que o sapato quente e o modo TTL são compatíveis com os da sua câmara. Caso contrário, se tiver sorte, só poderá utilizá-lo sem fios e em modo manual.Na fotografia nocturna, permitem iluminar uniformemente uma parte considerável da imagem.

Tipo de controlos (modos)

Tal como com as câmaras, existem diferentes modos de funcionamento para as unidades de flash. Em determinadas circunstâncias, poderá querer utilizar o modo manual. Noutros casos, poderá querer utilizar o modo TTL.

  • TTTL mode: este é um modo muito popular e conveniente, principalmente por causa da conveniência que oferece. É especialmente útil em situações em que apenas se quer obter mais luz. Também é adequado para situações em mudança. Neste modo, a saída do flash pode ser ligeiramente reduzida.
  • Modo manual: Este modo é mais complicado de usar, mas dá-lhe a maior liberdade ao tirar uma fotografia. Dá-lhe mais controlo sobre a iluminação e, portanto, sobre a imagem que capta. Isto permite-lhe utilizar toda a potência da câmara. E é o melhor para aprender todos os segredos da iluminação. E pode ser utilizado com qualquer tipo de câmara e flash, uma vez que não é necessária qualquer comunicação entre os dois.

Potência ou número guia

O número guia (NG) é um indicador da potência de um flash. Portanto, quanto mais alto for, mais luz pode trazer a uma cena. É um bom critério para comparar duas unidades de flash. A fórmula para o seu cálculo é a seguinte:

NG = distância do sujeito x abertura (f/valor) x ISO/100

Tipicamente, encontrará flashes externos com valores que podem variar de 10 a 60. Geralmente, os flashes mais leves e mais portáteis tendem a ter valores mais baixos.Pode obter ainda mais resultados profissionais com flashes externos.

Flash e duração da bateria

O flash é uma lâmpada e como tal tem um tempo de vida limitado. Naturalmente, quer que dure o máximo de tempo possível. Por conseguinte, deve saber o número máximo de fotos que pode tirar. Naturalmente, quanto maior for a duração e quanto maior for a qualidade do flash, maior será o preço. Quanto à bateria, encontrará principalmente modelos que funcionam com baterias e outros com baterias recarregáveis incorporadas.Sabia que os três elementos principais de um flash são: a lanterna, o gerador e o sapato quente?

Tempo de Carga ou Taxa de Reciclagem

A taxa de reciclagem indica quanto tempo leva para um flash atingir um estado em que pode voltar a piscar. Dependendo da qualidade das baterias e da potência do flash, este tempo pode ser mais longo ou mais curto. Especialmente se a fotografia desportiva é a sua coisa, este valor é essencial e você quer mantê-lo o mais baixo possível.Isto é por vezes dado como um intervalo de tempo em segundos. O valor mais baixo é o tempo de recuperação necessário para atingir o brilho mais baixo. O valor mais alto, por outro lado, é o tempo necessário para atingir o máximo brilho de clarão. Uma forma de prolongar o tempo de carregamento é utilizar boas baterias.

Summary

A escolha de um flash nem sempre é fácil. Afinal de contas, é uma parte essencial do equipamento de um fotógrafo. Fora do estúdio, poucos fotógrafos o utilizam em modo manual. Por conseguinte, é importante que tenha um modo TTL. É também interessante que possa ser usado como mestre e como escravo.Uma outra característica importante é o modo HSS. Em qualquer caso, a primeira coisa que deve fazer ao escolher um flash é verificar se este é compatível com a câmara com que o deseja utilizar. A partir daí, basta tirar o máximo partido das suas características para tirar as melhores fotografias possíveis.Se pensa que este guia o ajudou a fazer a escolha certa, sinta-se à vontade para nos deixar um comentário ou partilhá-lo nas várias redes sociais.

Porque pode confiar em mim?

A escrita não é apenas uma paixão para mim, mas também uma necessidade. Lembro-me sempre de ler e escrever em criança, sempre com uma curiosidade que parecia não ter limites. Lembro-me também quando recebi o meu primeiro computador, um Spectrum. Ainda tenho esse mesmo fascínio pela tecnologia, essa mesma curiosidade. No entanto, pergunto-me frequentemente: sabemos realmente para que precisamos dele e qual a melhor forma de o utilizar?

Deixe um comentário