Sapatilhas de segurança: o que é melhor em 2022?

Regulamento do Calçado de Segurança.Decreto-Lei Real 773/1997 de 30 de Maio de 1997 sobre requisitos mínimos de saúde e segurança para a utilização de equipamento de protecção individual pelos trabalhadores. (Diário da República, número 140, 12 de Junho de 1997).Portillo J. Orientação sobre a selecção e utilização de EPI, calçado para uso profissional. Portugal: Instituto Nacional de Seguridad y Salud en el Trabajo [Internet grid=”3″] 2002 [Acesso em 6 de Fevereiro de 2022 grid=”3″]; 5-2002. 1-12.Mancera Fernández M, Mancera M, Mancera Ruíz MR, Macera Ruíz JR. Segurança e higiene industrial. Gestión de Riesgos. Colômbia: Alfaomega; 2012.Mencia M. Calçado ocupacional e desempenho podiátrico. Rev. Int. Sci. Podol [Internet grid=”3″] 2011 [Acesso em 5 Fev 2022 grid=”3″]; 5(1):9-19.Instituto nacional para a segurança e saúde no trabalho. Calçado. Documentos [Internet grid=”3″] 2017 [Acesso 6 Fev 2022 grid=”3″]; 2:1-3.regulamentos de calçado de segurança.Lei 31/1995, de 8 de Novembro, sobre a prevenção dos perigos no trabalho. Diário da República, número 269, (10 de Novembro de 1995).Asfahl CR, Rieske DW. Segurança e saúde no trabalho. 6ª ed. México: Pearson Educación; 2010.Castillo MDLL. A utilização de calçado: Quando, porquê e as consequências. Rev. Mex. Reabilitação Médica. [Internet grid=”3″] 2007 [Acesso em 8 de Fevereiro de 2022 grid=”3″]; 19(4): 54-55.Caballero-López JE. Calçado profissional em cuidados de saúde. Med. segur. trab [Internet grid=”3″] 2009 [Consultado 5 Fev 2022 grid=”3″]; 55(216): 71-76.

Deixe um comentário